A filha do Rei do Pântano, de Karen Dionne

by - 08:28


Antes de começar fiquem sabendo que este post contem spoilers, mas não se preocupem vou avisar quando chegar o momento.

O livro A filha do rei do pântano é um thriller da autora norte americana Karen Dionne. Aqui temos aquela velha historia de sequestro. Uma garota que foi raptada, mantida em cativeiro por anos, mas diferentes do que estamos acostumados a ler, aqui quem irá apresentar esta história é a filha do sequestrador.


Nossa protagonista é Helena, uma garota que vivia no pântano junto com seus pais, o que ela não sabia era que a mãe tinha sido raptada quando era uma adolescente. Hoje depois de anos ela tem a vida que merece. Um marido dedicado, duas filhas lindas, um negócio que preenche os seus dias, mas bem ali perto vive seu pai preso. 

Ela nunca contou seu passado para ninguém. Numa tentativa de recomeçar do zero, ela muda seu sobrenome, mas tudo isso desmorona quando um certo dia ela descobre que aquele homem que a muitos anos ela não via, e nem falava fugiu da prisão.

O seu pai sequestrou a sua mãe quando esta era adolescente e manteve-a em cativeiro numa cabana remota nos pântanos da Península Superior do Michigan. Sem eletricidade, sem aquecimento, sem água canalizada, Helena, nascida dois anos depois do rapto, adorava a sua infância. E, apesar do comportamento por vezes brutal do pai, amava-o...




Essa foi um ponto muito interessante na história, temos a mãe de helena que sofreu anos de abuso, um homem que alem de todas as atrocidades era um bom pai. Helena nós leva para o passado numa tentativa de explicar seus sentimentos de amor e ódio por esse homem. Quando ela descobre que ele fugiu da prisão ela percebe que a unica forma de detê-lo é ela sai para caça-lo.


Desde o início de sua caçada pelo seu pai, vamos a  acompanhando em uma narrativa gostosa de se ler. Vemos a história através dos seus olhos, oque é um problema muitas vezes. Como ela venerava seu pai suas lembras podem comprometer nosso julgamento em algumas partes da história, é quase como se fossemos andando ao seu lado, vendo o que faz ou fez enquanto menina.

É interessante ver a abordagem da autora à mente de uma criança e, depois, mulher a olhar para a realidade que a foi rodeando. O fascínio pelo pai, o crescer e perceber que nem tudo o que acontecia era normal. Que o mundo era muito mais do que uma floresta e árvores.

“Mas uma parte de mim – uma parte não maior que um único grão de pólen em uma única flor em um único talo de grama do pântano, essa parte que será sempre a menininha de tranças que idolatrava o pai – fica feliz por ele estar livre.”

Com uma criação um tanto diferente podemos dizer assim, Helena era sua companheira de seu pai, ele a ensinou hábitos como caçar, pescar e manejar armas. O pai é filho de um ojibwa (povo indígena) e mantém forte essas tradições na personalidade, passando muitas para a filha, inclusive as tatuagens no corpo e no rosto. Portanto, a história é cheia de elementos dessa cultura.


Entre presente e passado, a trama é um thriller de tomar o fôlego, me vi em vários momentos imaginando cenas de um filme. Além da própria emoção da perseguição, o leitor encara o passado de Helena: sombrio e danificado pelo pai, e é justamente isso o que tem mais apelo no livro. E mais, nota o quanto é difícil para ela ser obrigada a odiar quem mais ama.

“Se eu pudesse saber de tudo isso antes de acontecer, teria feito diferente? Claro. Mas é preciso aceitar a responsabilidade por suas decisões, mesmo quando elas não têm o resultado que se esperava.”

A filha do rei do pântano é um livro interessante de se ler e o final, nós faz parar para pensar. Do que o ser humano é capaz de fazer por aqueles que amos e odiamos.



You May Also Like

4 comentários

  1. Me lembrei de o quarto de Jack, é quase a mesma temática, parece ser interessante.


    www.coisasdepriscila.com
    Instagram l Beijo.
    Nos encontramos toda seg, qua e sex.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pri,

      Realmente parece muito com o filme, que bom que gostou.

      Excluir
  2. Devo confessar que parei quando você colocou o spoiler alert haha me interessei bastante pela história! Sua resenha é leve e gostosa de ler. Já o coloquei em minha lista, estou ansiosa para ler.
    Adorei seu cantinho!
    Com carinho, Nina
    www.entremcc.blogspot.com

    ResponderExcluir

Você pode me encontrar em vários lugares: Instagram | Facebook | Skoob | Pinterest | Youtube